DÚvidas Frequentes

Antes de ler as perguntas e respostas abaixo, sugerimos ler também o Estudo sobre o Final dos Tempos.

Envie sua dúvida para contato@tempodofim.com


1. As crianças também correrão o risco de não serem arrebatadas e sofrerem os sete anos de Tribulação?

2. Alguém pode receber a marca da besta por engano e conseqüentemente perder a salvação?

3. Mas Jesus não voltará somente quando todos no planeta Terra o aceitarem como Senhor e Salvador?

4. O Espírito Santo se retirará da Terra após o arrebatamento?

5. O Arrebatamento é o evento que iniciará o período de Tribulação?

6. Os novos convertidos (durante o período de Tribulação) poderão fugir ou traçar planos de fugas contra a perseguição do Governo do Anticristo, seja morando nas cavernas, porões, florestas etc.?

7. Existe alguma restrição contra a gravidez durante a Tribulação? O Jesus quer dizer quando menciona as passagens seguintes?

"Mas ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não suceda no inverno nem no sábado..." (Mateus 24:19-20)

"Ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! porque haverá grande angústia sobre a terra, e ira contra este povo." (Lucas 21:23)

8. O livro "Código da Bíblia", de Michael Drosnin, pode ser tomado como base para o estudo de profecias sobre o final dos tempos?

Respostas:

1. As crianças também correrão o risco de não serem arrebatadas e sofrerem os sete anos de Tribulação?

Resposta: O Senhor Jesus faz referências importantíssimas em Lucas 18:15-17 que nos ajudam a responder esta questão de maneira precisa:

"Traziam-lhe também as crianças, para que as tocasse; mas os discípulos, vendo isso, os repreendiam. Jesus, porém, chamando-as para si, disse: Deixai vir a mim as crianças, e não as impeçais, porque de tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como criança, de modo algum entrará nele."

Portanto, as crianças que são puras de coração serão todas arrebatadas, porque não têm ainda a consciência de aceitar a Jesus em suas vidas. Por isto, o próprio Senhor Jesus reservou o reino de Deus para elas.

Mas o que dizer daquelas crianças que já cometem assassinatos, roubam, fazem tráfico de drogas, como os adultos? Um exemplo claro disto está no filme "Cidade de Deus".

Jesus foi muito preciso quando disse "Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como criança, de modo algum entrará nele". Significa que o coração de um adulto deve ser puro como de uma criança para entrar no reino de Deus. O mundo em que vivemos corrompe o nosso coração de modo que o único meio de nos salvarmos é nos arrependermos aceitando a Jesus em nossas vidas. 

Para estas crianças que cometem estes delitos, valem as mesmas regras, porque elas não são mais puras de coração. São adultos corrompidos em corpos de crianças e necessitam do arrependimento e da salvação por meio de Jesus. Talvez seja esta hipótese foi usada na cena final do filme "O Arrebatamento", onde, na cena do parque, algumas crianças foram arrebatadas e outras não.

2. Alguém pode receber a marca da besta por engano e conseqüentemente perder a salvação?

Resposta: Não. A Palavra de Deus garante que a marca da besta é uma opção consciente. Isto quer dizer que a pessoa escolherá ou não receber a marca. Claro que se ela não optar pela marca, sofrerá as conseqüências por parte do anticristo. Clique aqui para mais detalhes sobre este tema.

3. Mas Jesus não voltará somente quando todos no planeta Terra o aceitarem como Senhor e Salvador?

Resposta: Não. Esta idéia incorreta aparece por causa de uma má interpretação de Mateus 24:14:

"E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim."

Jesus afirma que o evangelho será pregado no mundo inteiro, mas não quis dizer que todas as pessoas no mundo o aceitarão como Senhor e Salvador. Infelizmente existirão aqueles que não aceitarão o evangelho, conforme o próprio Senhor Jesus diz logo a seguir, em Mateus 25:31-34,41:

31Quando, pois vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;   
32e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos;   
33e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda.
34Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
41Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai- vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos;

Portanto, a segunda vinda de Jesus não está condicionada a todos estarem o aceitando.

4. O Espírito Santo se retirará da Terra após o arrebatamento?

Essa dúvida, sobre se o Espírito Santo estaria ou não estaria presente durante a última semana profética de Daniel, ou seja, o período de sete anos de Tribulação, surge porque existem três posicionamentos quanto à ocasião do Arrebatamento:

  1. A posição pré-Tribulacionista - que assume que o Arrebatamento ocorrerá antes da Tribulação
  2. A posição meso-Tribulacionista - que assume que o Arrebatamento ocorrerá depois de três anos e meio de Tribulação
  3. A posição pós-Tribulacionista - que assume que o Arrebatamento ocorrerá depois dos sete anos de Tribulação, e funde o evento do Arrebatamento com o evento do Aparecimento Glorioso de Cristo Jesus. Alguns se referem a Mateus 24 para justificar que Jesus estaria afirmando que a Igreja passaria pela Tribulação, mas Jesus se refere aos seres humanos em geral neste caso, e não se restringiu à Igreja, mas ao que aconteceria a todo aquele que não vigiasse sobre Sua Volta.

Note que as posições 2 e 3 assumem, portanto, que a Igreja estaria presente Tribulação e, nesses posicionamentos, após o Arrebatamento, ninguém mais além da Igreja seria salvo, porque quem poderia ter sido salvo durante a Tribulação, já estaria sendo arrebatado. Por isso essas posições assumem que o Espírito Santo sairia da terra após o Arrebatamento e causa certas dúvidas aos irmãos, baseado em 2 Tessalonicenses 2:6-7:

"E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;"

Esses versículos comentam a respeito da aparição do anticristo na terra. Sem sombra de dúvidas, todos concordamos que aqui "o que detém e o que resiste" à aparição do anticristo é o Espírito Santo.

Respeitamos aqueles que assumem as posições 2 e 3, porém defendemos a posição pré-Tribulacionista (1) quanto à ocasião do Arrebatamento pelas razões descritas dentro do site, principalmente pelos motivos abaixo:

  1. Não há versículos ou evidências bíblicas que comprovem que a Igreja passaria pela Tribulação
  2. Hebreus 13:8 afirma claramente que Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente, portanto Jesus não "mudaria de opinião" durante a Tribulação e abandonaria homens e mulheres que, mesmo após o Arrebatamento, e sofrendo a opressão do governo do anticristo, se convencessem do pecado e O aceitassem como Senhor e Salvador
  3. Anexando o item 2 a João 16:8, a Bíblia nos afirma claramente que somente o Espírito Santo convence do pecado, do juízo e da justiça. Então, ninguém é levado ao arrependimento e à aceitação de Jesus como Senhor e Salvador se não for por meio do Espírito Santo. Portanto, a partir da posição pré-Tribulacionista, isso será verdade também durante a Tribulação (após o Arrebatamento)
  4. Apocalipse 7:9 mostra um exemplo claro de uma colheita de almas grandíssima, a qual João não podia contar, e esses são justamente pessoas que aceitaram Jesus durante a Tribulação (note que a igreja está ausente entre Apocalipse 4 e Apocalipse 18 porque simplesmente foi arrebatada). Por isso, assumimos que Apocalipse 7:9 se passa durante a Tribulação

Baseado nisso, cremos que somente o empenho da pessoa em crer durante a Tribulação não será suficiente de fazê-la convencer-se do pecado, mas ainda sim haverá a ação do Espírito Santo.

Chega então o ponto crucial: o que quer dizer então 2 Tessalonicenses 2:6-7? O Espírito seria realmente retirado da terra?

A resposta é não. O que vai ser retirado da terra é a ação de restrição do Espírito Santo que impede a aparição do anticristo no cenário mundial. Hoje, com a Igreja na terra (a verdadeira Igreja que ora e guerreia no intuito de estabelecer o reino de Deus na terra), as orações sobem a Deus porque tanto Jesus (Romanos 8:34), como o Espírito Santo (Romanos 8:26) intercedem por nós.

Automaticamente, o Espírito Santo, que é a pessoa de Deus que está aqui na terra, age de modo a estabelecer o reino de Deus na terra e isso restringe a aparição do anticristo, de toda iniqüidade querendo tomar conta da terra. Note que, com o passar dos anos, a violência e a iniqüidade na terra vai gradativamente aumentando, porque o Espírito Santo gradativamente vai deixando de restringir a ação maligna, para que se cumpra na totalidade 2 Tessalonicenses 2:6-7. Ou seja, o Espírito Santo de Deus restringe que isso ocorra muito mais rapidamente, senão o anticristo já estaria em seu governo mundial hoje.

A partir do momento em que a Igreja for arrebatada, não haverá mais quem ore a Deus nesse sentido, e então será esse o indicativo para que o Espírito Santo deixe de restringir totalmente que o anticristo apareça. O anticristo aparecerá em um momento de total caos no mundo e, principalmente no Oriente Médio, propondo e realizando falsos milagres e falsos prodígios, convencendo a todos (2 Tessalonicenses 2:8-10).

Isso tudo não significa que o Espírito se retirará da terra. Joel 2:28-32 confirma o que acontecerá o contrário: apesar do Espírito não mais restringir a vinda do anticristo, Ele será intensificado para convencer ainda mais a população pós-Arrebatamento do pecado, da justiça e do juízo.

"Acontecerá depois que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos anciãos terão sonhos, os vossos mancebos terão visões; e também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. E mostrarei prodígios no céu e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. E há de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; pois no monte Sião e em Jerusalém estarão os que escaparem, como disse o Senhor, e entre os sobreviventes aqueles que o Senhor chamar."

Cremos que Joel 2:28-32 é uma profecia que se cumpre na Tribulação e não é algo particular ao Pentecostes somente, pelos seguintes motivos:

  • Em Atos 2:17-21, Pedro cita os mesmos trechos de Joel 2:28-32 não somente para citar que tal fato aconteceu no dia de Pentecostes, mas principalmente para responder ao escarnecedor em Atos 2:13 que nos últimos dias o que o escarnecedor viu começar a acontecer no Pentecostes se estenderá com ainda mais intensidade até que Cristo retorne. Pedro muda a palavra "depois" de Joel 2:28 para "nos últimos dias". Toda vez que a expressão "últimos dias" aparece na Bíblia, corresponde aos momentos que antecedem a segunda vinda de Cristo, ou seja, o final dos tempos
  • Ainda sim, existe mais um fator que denota que Joel 2:28-32 se refere mesmo ao fim dos tempos. Em Atos 2:20 Pedro menciona que o sol se converterá em trevas e a lua em sangue. Este fenômeno somente ocorrerá em Apocalipse 6:12, durante a Tribulação. Portanto, Atos 2:17-21 não poderia se referir somente à época do Pentecostes. Seria incorreto afirmar isso. O que é interessante nisso é que os apóstolos sempre olham para o futuro, ou seja, não é um saudosismo de quando Jesus foi embora, mas a certeza de que Ele voltará. É o alimento da nossa fé

5. O Arrebatamento é o evento que iniciará o período de Tribulação?

Resposta: Não. O evento que inicia os sete anos de Tribulação é o acordo de paz entre o anticristo e Israel, que está em Daniel 9:27:

"Este rei fará um acordo com o povo, de sete anos; mas depois de decorrer metade desse tempo, denunciará o tratado e proibirá os judeus de fazerem qualquer sacrifício ou oferta; posteriormente, como cúmulo das suas terríveis acções, o inimigo profanará completamente o santuário de Deus. Mas quando chegar o tempo determinado nos planos de Deus, o julgamento do Senhor será derramado sobre esse assolador visão de Daniel de um homem."

O Arrebatamento acontecerá antes da Tribulação (clique aqui para saber detalhes), conforme nos garante a Palavra. Porém, a Bíblia não nos diz quanto tempo o Arrebatamento acontecerá antes da Tribulação.

6. Os novos convertidos (durante o período de Tribulação) poderão fugir ou traçar planos de fugas contra a perseguição do Governo do Anticristo, seja morando nas cavernas, porões, florestas etc.?

Resposta: Ao que tudo indica, sim. A hipótese baseia-se no texto de Mateus 25:31-34:

"E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória. E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo."

O texto faz menção ao Aparecimento Glorioso de Jesus na terra, depois dos sete anos de Tribulação. A partir do momento que Jesus separa as ovelhas para a direita para reinarem com Ele, significa que serão crentes (novos convertidos) que sobreviveram à perseguição do anticristo. De alguma maneira se esconderam durante a Tribulação. Os crentes antes da Tribulação já foram escolhidos muito antes no Arrebatamento.

7. Existe alguma restrição contra a gravidez durante a Tribulação? O Jesus quer dizer quando menciona as passagens seguintes?

"Mas ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! Orai para que a vossa fuga não suceda no inverno nem no sábado..." (Mateus 24:19-20)

"Ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias! porque haverá grande angústia sobre a terra, e ira contra este povo." (Lucas 21:23)

Resposta: O cenário que Jesus aborda aqui em Mateus 24:19-20 é o caos estabelecido durante o período de Tribulação: as guerras, as perseguições do anticristo aos que ficaram para trás. É uma mensagem destinada àqueles que perderam o Arrebatamento, foram pegos desprevenidos porque não vigiaram e não oraram, aguardando a segunda vinda de Jesus e não foram arrebatados – foram deixados para trás. Jesus não diz literalmente que não pode haver gravidez nestes dias, mas tudo é risco durante a Tribulação.

Ele mostra que toda mãe grávida ou que estiver amamentando neste período de Tribulação terá dificuldade de fugir (deslocar-se) da perseguição do anticristo nestes dias de grande Tribulação (veja Mateus 24:21). Da mesma forma, o inverno na região de Israel, alem de muito frio é chuvoso e dificulta ao máximo as viagens, quanto mais fugas desesperadas por causa da ira do anticristo contra o povo judeu (Lucas 21:23).

Lembre-se que Jesus falava aos judeus: Sobre o sábado, existia uma lei judaica que proibia começar qualquer viagem no sábado que fosse mais distante que 1 km. Então, era outro fator que dificultaria a fuga dos judeus da perseguição do anticristo. Esta explicação foi extraída da Bíblia de Estudo Almeida. O texto de explicação da Bíblia também sugere este mesmo versículo (Mateus 24:20) sendo remetido à perseguição romana entre 66-70 d.C, quando o templo judeu foi desmontado pelos romanos para se saquear o ouro. Mas o texto se refere principalmente ao final dos tempos.

8. O livro "Código da Bíblia", de Michael Drosnin, pode ser tomado como base para o estudo de profecias sobre o final dos tempos?

Resposta: Alguns irmãos nos perguntaram acerca deste livro. Eu (Marcelo) escrevo dando minha opinião sobre o assunto:

Eu não li o livro (folheei algumas páginas nas livrarias), mas vi um especial muito bom no Discovery Channel recentemente. Basicamente, quem inventou este código foi um professor judeu de uma faculdade de Jerusalém. O que ele fazia era pegar o texto original do Velho Testamento (em hebraico massorético – não o hebraico atual) e através de fórmulas matemáticas que juntam cadeias de caracteres hebraicos, formou nomes ligados com fatos, como a morte do premier israelense Ytzhak Rabin. Segundo o jornalista Michael Drosnin, isto mudou “a vida dele” porque previram o fato 8 meses antes de ocorrer. Após o ocorrido, Drosnin então bancou financeiramente o professor para seguir adiante com a pesquisa, resultando nos dois livros.

O segundo volume traz coisas estranhas, como contatos com extraterrestres – coisa que eu era adepto (ufologia) muito antes de me converter a Cristo, e quando fui ministrado individualmente para libertação no Ministério Ágape Reconciliação, da Dra. Neuza Itioka, tive que renunciar formalmente no mundo espiritual à ufologia porque me explicaram claramente e provaram perante a Bíblia que os tais seres extraterrestres eram manifestações demoníacas materializadas, bem como as manifestações luminosas no céu. Materialização de demônios ocorrem sim (leiam Filho do Fogo, de Daniel Mastral para mais detalhes). Quem não conhece ou ouviu falar de antepassados que viram lobisomens etc.? Viram demônios materializados. Ou seja, Satanás opera falsos milagres para afastar homens e mulheres do evangelho. Graças a Deus, mesmo quando era adepto da ufologia, não vi nenhum ser extraterrestre. Deus já me protegeu mesmo antes de me converter a Ele!

Voltando ao assunto... Apesar do fato da morte do premier israelense ter realmente acontecido, eu tenho minha opinião sobre o livro de Drosnin:

Pode até ser que os fatos previstos em "Código da Bíblia" venham mesmo a ocorrer. Só que existe um detalhe importante: em Mateus 24:36, Jesus diz que o dia e a hora só Deus pai sabe. Prefiro ficar com o ponto de vista da Bíblia. Agora, nos últimos tempos, aparecerão muitos autores querendo estabelecer as datas do final dos tempos e vão contra a Bíblia.

O livro de Michael Drosnin sempre cita datas futuras em vários fatos que encontra no código, o que vai contra a Palavra. Eu adoto a posição pré-tribulacionista e creio veementemente que estaremos arrebatados antes que o anticristo assuma o poder mundial. Ou seja, poderemos até conhecer quem será o anticristo, mas não seremos afetados pelo seu governo mundial.

Outro argumento forte que tomo para não me basear no livro de Michael Drosnin é o seguinte: A Palavra de Deus é revelação para todo aquele que a lê, seja em quaisquer idiomas que a Bíblia seja traduzida. Para descobrirem as “profecias” que Michael Drosnin e o professor descobriram, todos os cristãos teriam que ler o Velho Testamento somente no hebraico massorético (língua morta no dia de hoje) e ainda serem mestres em algoritmos computacionais para descobrirem as profecias. Se fosse assim, a Bíblia perderia o seu efeito profético ao ser traduzida para os idiomas atuais, e invalidaria o que Jesus disse em Mateus 24:35:

“O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”

Também invalidaria o que está em Isaías 40:8:

"Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente."

Isaías 40:8 é texto do Velho Testamento, que era hebraico massorético originalmente e está em Português agora. Se fosse assim como o livro de Drosnin propõe, a Palavra perderia seu efeito atual e não veríamos o que (glórias a Deus!) continuamos a ver nas igrejas: curas, libertação, Deus agindo e sendo glorificado pelo seu Povo!

Então, creio que o livro de Michael Drosnin é bom como caráter infomativo, a titulo de curiosidade, mas não para ser tomado ao pé da letra como verdade. Veja, esta é somente minha opinião sobre o assunto. Pelo fato do meu chamado ser sobre final dos tempos, eu sempre procuro me estabelecer dentro da Palavra tomando cuidado ao máximo para não inserir conceitos de fora que possam contaminar a essência de como a Palavra mostra os eventos do final dos tempos.

Então o conselho que posso dar a respeito de livros publicados sobre final dos tempos é sermos cautelosos: vermos se estão realmente na Palavra ou não. Uma das técnicas que Satanás usa para afastar os homens e as mulheres do evangelho é através da contaminação. Muitos livros sobre final dos tempos (e também sobre outros assuntos) tiram os versículos do contexto original e explicam – assim é também contaminação.


Envie sua dúvida para contato@tempodofim.com

Índice de Estudo do Fim dos Tempos