51ª Semana de 2018

Leitura da Semana: Isaías 7, Mateus 1, Efésios 1 e 2 e Lucas 1

Nasceu o Messias: o dia mais importante da História da Humanidade!

"Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho e lhe chamará Emanuel [Deus conosco]."
(Isaías 7:14-15)

É tempo de se alegrar. Tempo de agradecer a Deus.

Você poderia imaginar o que ocorreria conosco se Deus decidisse não enviar o Seu Filho para nos salvar? Poderia imaginar qual teria sido o nosso futuro? Leia com atenção Efésios 2:4-7 abaixo:

"Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, e estando nós mortos (destruídos) em nossos [próprios] delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, — [Ele nos deu a Sua própria vida, a mesma nova vida pela qual Ele nos ressuscitou, e] pela graça (favor e misericórdia que não merecemos) sois salvos (libertados do julgamento e feitos participantes da Salvação de Cristo), e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus (o Messias, o Ungido); para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema (imilitada, inigualável) riqueza da sua graça (favor não merecido), em bondade para conosco, em Cristo Jesus."

O Ap. Paulo afirma categoricamente que, se não fosse por Jesus, toda a humanidade já estaria morta. Seríamos já um caso perdido em nossos próprios delitos. Entretanto, Deus nos amou tanto que enviou Jesus Cristo para nos dar vida, para nos salvar. Foi exatamente isso que o próprio Senhor Jesus quis dizer em Mateus 19:10:

"Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido" (ARC)

Se Jesus não morresse na cruz em Sua Primeira Vinda, seríamos nós os que morreriam naquela cruz em Seu lugar. Por isso, seja livre e SIM: comemore o Natal. Celebre Jesus Cristo. Comemore o amor imensurável de Deus por você. Comemore que o plano que Deus tem para você é de Salvação por meio de Jesus Cristo - o Messias, o Ungido.

Setecentos anos depois, a profecia de Isaías 7:14 cumpre-se literalmente na Primeira Vinda de Jesus Cristo, conforme Mateus 1:18-25 (veja também Lucas 1:26-35):

"Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: estando Maria, sua mãe, desposada com José, sem que tivessem antes coabitado, achou-se grávida pelo [poder do] Espírito Santo. Mas José, seu [prometido] esposo, sendo justo e não a querendo infamar, resolveu deixá-la (divorciar-se) secretamente. Enquanto ponderava nestas coisas, eis que lhe apareceu, em sonho, um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher [como esposa], porque o que nela foi gerado é (vem) do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus [o nome grego para o hebraico Josué, que significa Salvador], porque ele salvará o seu povo dos pecados deles [ou seja, os impedirá de cair e de deixar de provar a verdadeira vida, que é Deus]. Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que fora dito pelo Senhor por intermédio do profeta: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e ele será chamado pelo nome de Emanuel (que quer dizer: Deus conosco). Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu [ao seu lado como] sua mulher. Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus."

Se você já vem acompanhando o Devocional Messiânico ao longo desse ano, você hoje já tem uma base bem sólida de quem é Jesus Cristo e porque Ele veio. Se você começou a acompanhar esse devocional hoje, não tem problema: comece a estudar sobre a pessoa de Jesus Cristo e você ficará tão impressionado quanto eu, ao escrever essas linhas. Vale a pena: Jesus é o maior e melhor presente que Deus poderia ter nos dado.

Que você tenha um Felicíssimo Natal com sua família e entes queridos. Que Jesus esteja no meio de vocês, tornando a comemoração ainda mais viva! Lembre-se que Jesus sempre deve ser o foco principal em sua vida.

Início do Site

Devocional da semana atual

Devocional de outras semanas: