43ª Semana de 2018

Leitura da Semana: Oséias 6, Mateus 28, Atos 3 e 10

O Messias ressuscitou ao terceiro dia... e nós também!

"Depois de dois dias, nos dará a vida (nos reviverá); ao terceiro dia, nos ressuscitará, e viveremos diante dele."
(Oséias 6:2)

O profeta Oséias viveu cerca de 730 anos antes da Primeira Vinda de Cristo. Entretanto, a exatidão da Bíblia é sempre incrível. O Espírito Santo revela ao profeta que, da mesma forma que o Messias seria morto e ressuscitaria ao terceiro dia, o mesmo aconteceria com todos os que o aceitassem em suas vidas como Senhor e Salvador. Em outras palavras, o Messias venceria definitivamente a morte! E automaticamente ocorrerá o mesmo com todos os que seguirem o Messias.

E assim aconteceu. O texto de Mateus 28:6, entre outros do Novo Testamento, é o cumprimento literal da profecia:

"Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito [que aconteceria]. Vinde ver onde ele jazia."

Assim também está escrito em Atos 10:38-40:

"…como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos [pelo poder] do diabo, porque Deus era com ele; e nós somos testemunhas de [ver e ouvir] tudo o que ele fez na terra dos judeus e em Jerusalém; ao qual [mesmo assim] também tiraram a vida (o assassinaram), pendurando-o no madeiro. A este ressuscitou Deus no terceiro dia e concedeu que fosse manifesto (claramente visto)…"

Por que o terceiro dia é tão importante? Porque esse é o dia da restauração de todas as coisas. Deus deixa uma promessa importantíssima para nós, divida em três tempos, descrita em Atos 3:19-21:

"Arrependei-vos (mudai de mentalidade e de propósito), pois, e convertei-vos [a Deus] para serem cancelados (limpados, apagados) os vossos pecados, a fim de que, da presença do Senhor, venham tempos de refrigério (de recuperar-se dos efeitos do calor, de reviver com ar fresco), e que [a vós outros] envie ele o Cristo (o Messias), que já vos foi designado, Jesus, ao qual é necessário que o céu receba [e retenha] até aos tempos da restauração de todas as coisas, de que Deus falou por boca dos seus santos profetas desde a antigüidade."

Olhe bem para esse texto. Há três tempos muito bem definidos para a restauração plena da vida de todo cristão:

  1. Tempo de arrependimento: temos sempre que reconhecer nossas falhas, tirar a trave dos nossos olhos antes de julgarmos o próximo. Quando realmente reconhecermos nossas falhas, nos arrependermos de coração sincero, Deus é fiel e justo para nos perdoar (1 João 1:9). Somente assim temos condição de alcançar a segunda fase da promessa, que é o…
  2. Tempo de refrigério: é o tempo em que encontramos o verdadeiro descanso em Cristo. Quando encontramos esse descanso, Deus pode finalmente nos levar ao…
  3. Tempo de restauração de todas as coisas: Deus então finaliza o processo desta promessa, iniciando a restauração de todas as coisas que haviam sido perdidas em nossas vidas. Mateus 18:11 e 19:10 afirmam que Jesus veio para salvar o que já havia sido perdido.

Nesta semana, tome posse destes três tempos para a sua vida, e experimente de forma plena o poder da ressurreição de Cristo.

Início do Site

Devocional da semana atual

Devocional de outras semanas: