40ª Semana de 2018

Leitura da Semana: Isaías 61, Lucas 4, Filipenses 2

O Espírito Santo sempre está sobre o Messias

"O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste [expressiva] de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça [grandes, fortes e magnificentes; separados para a retidão e a justiça; assentados à direita de Deus], plantados pelo SENHOR para a sua glória."
(Isaías 61:1-3)

Isaías continua a detalhar, de forma impressionante, a descrição do Messias. O profeta apresenta o Messias como o Rei que governará perpetuamente o planeta Terra. O profeta Isaías anuncia que o Espírito Santo de Deus estará sobre o Messias, Aquele a quem Deus ungiu para pregar boas-novas e proclamar liberdade aos cativos.

Em Sua Primeira Vinda, o próprio Senhor Jesus anuncia o cumprimento da profecia em Si mesmo. O registro está em Lucas 4:14-21:

"Então, Jesus, no poder do Espírito [Santo], regressou para a Galiléia, e a sua fama correu por toda a circunvizinhança. E [caminhava e] ensinava nas sinagogas, sendo glorificado por todos. Indo para Nazaré, [a mesma Nazaré] onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. Então, lhe deram o [rolo do] livro do profeta Isaías, e, abrindo (desenrolando) o livro, achou o lugar onde estava escrito: O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu [e sou o Ungido, o Messias] para evangelizar (pregar as boas-novas) aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos [que estão oprimidos, machucados, esmagados, e derrotados pela calamidade] e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor [o dia em que a salvação e os favores gratuitos de Deus serão abundantes]. Tendo fechado o livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se; e todos na sinagoga tinham [atentamente] os olhos fitos nele. Então, passou Jesus a dizer-lhes: Hoje, se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir."

Jesus, mesmo sendo 100% Deus, fez-se 100% homem (leia Filipenses 2) e, na ocasião de Seu batismo por João Batista, recebeu o Espírito Santo para então começar Seu ministério na Terra e operar todos os milagres descritos nas Escrituras. O que isso significa? Preste atenção nisso: Jesus, sendo 100% Deus, poderia simplesmente exercer o Seu poder aqui. Entretanto, Ele se fez homem e esperou o Espírito Santo vir sobre Ele, justamente para mostrar que assim deve ser com todos os homens e mulheres que desejarem operar o poder de Deus aqui na terra. A grande lição desse episódio é que nenhum de nós poderá exercer o poder de Deus aqui na terra sem a dependência total do Espírito Santo de Deus.

Nesta semana, reflita sobre essa atitude de Jesus e aplique-a em sua vida. Responda a si mesmo às perguntas:

  • Como você tem agido para exercer o poder de Deus na terra?
  • Você procura depender 100% do Espírito Santo para exercer as obras de Jesus atualmente, ou tem se apoiado em sua própria força e em seu próprio entendimento?
  • Você crê que precisa pedir perdão a Deus por não reconhecer que deve ser totalmente dependente do Espírito Santo?

A primeira parte da profecia de Isaías 61:1-3 cumpriu-se na Primeira Vinda de Cristo. Jesus parou em Isaías 61:2. Releia Isaías 61:1-3 e perceba que há ainda uma parte da profecia a ser cumprida: o dia da vingança do nosso Deus. Essa segunda parte será cumprida no advento da Segunda Vinda de Cristo, pois aqui o profeta menciona acerca da Tribulação e do Aparecimento Glorioso do Senhor Jesus.

Início do Site

Devocional da semana atual

Devocional de outras semanas: