Etapas do ministÉrio futuro de Jesus Cristo

  1. O Arrebatamento da Igreja (1 Tessalonicenses 4:16-17)
  2. O Tribunal de Cristo – Bema (2 Coríntios 5:10)
  3. O Casamento do Cordeiro com Sua Noiva – As Bodas do Cordeiro (Apocalipse 19:7-9)
  4. O Aparecimento Glorioso – Epifaino (Apocalipse 19)
  5. A Salvação de Israel (Jesus a prediz em Mateus 24:22-31)
  6. A prisão de Satanás por mil anos (Apocalipse 20:1-3)
  7. O Reino Milenar (Apocalipse 20:10 e Isaías 60-66)
  8. O Julgamento do Grande Trono Branco (Apocalipse 20:11-15)
  9. O Reino Eterno (Apocalipse 21-22)

O que É o Arrebatamento?

O Arrebatamento constitui a primeira etapa da Segunda Vinda de Jesus Cristo (ver linha do tempo). O Arrebatamento é claramente explicado por Paulo em 1 Tessalonicenses 4:13-18:

  1. Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem [quando morreram], para que não vos entristeçais [por eles], como os demais, que não têm esperança [além da sepultura].
  2. Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem [quando morreram], Deus os tornará a trazer com ele.
  3. Dizemo-vos, pois, isto, pela [própria] palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos [diante da presença Dele] os que dormem [quando morreram Nele].
  4. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro.
  5. Depois nós, os que ficarmos vivos [na terra], seremos arrebatados juntamente com eles [os que ressuscitaram] nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre (pela eternidade das eternidades) com o Senhor.
  6. Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

Portanto o Arrebatamento consiste no encontro da igreja (a noiva) com Jesus (o noivo) nos ares. É o momento em que Jesus busca a sua igreja. Todos que Nele crêem serão arrebatados, ou seja, desaparecerão da terra para viverem com Ele nos céus até a segunda etapa da sua segunda vinda: o Aparecimento Glorioso.

Analisando a passagem de 1 Tessalonicenses 4:13-18, é possível dividirmos o Arrebatamento em 5 eventos:

  • O Senhor mesmo, dada a sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus (verso 16);
  • Os mortos ressuscitarão primeiro (verso 16);
  • Depois nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens (verso 17);
  • Para o encontro do Senhor nos ares (verso 17);
  • E estaremos para sempre com o Senhor (verso 17).

É importante ressaltar, que estaremos sempre com o Senhor. Mas estaremos com Ele aqui também na terra, quando o Senhor virá com todos os seus santos para seu governo milenar de paz, logo após seu Aparecimento Glorioso. Esses temas serão discutidos mais adiante neste livro.
Outra característica importante é que o Arrebatamento acontecerá muito rapidamente, num piscar de olhos, conforme definido em 1 Coríntios 15:51-52:

"Eis aqui vos digo um mistério (uma verdade secreta, um evento decretado pelo propósito oculto ou conselho de Deus): Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante [o som da] a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos [em Cristo] ressuscitarão incorruptíveis (livres e imunes da queda), e nós seremos transformados."

Em Tito 2:13, Paulo define o Arrebatamento também com a expressão "Bem-aventurada Esperança" ou "Bem-aventudada Esperança":

"Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Senhor Jesus Cristo;"

DORMIR OU MORRER?

Existe uma observação que deve ser aqui comentada. O versículo 15 afirma que de modo algum precederemos os que já dormem. O termo dormir aqui referenciado tem causado algumas confusões ao se estudar o Arrebatamento. As confusões se resumem nas seguintes perguntas:

  • Quando morremos, nós dormimos até a volta de Jesus?
  • Então, o nosso espírito não se encontra com Jesus imediatamente depois que morremos?

Imediatamente após morrermos, nosso espírito se encontrará diante de Deus Pai para o juízo sobre nossas obras:

“E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo...” - Hebreus 9:27

Significa que, se morrermos antes do Arrebatamento, não permaneceremos dormindo até que Jesus nos arrebate. No Arrebatamento ocorre uma ressurreição dos mortos em Cristo (verso 16) e depois nós, os vivos que já aceitaram a Jesus Cristo como Senhor e Salvador em nossas vidas, seremos também levados aos ares para o encontro com Ele. Neste “piscar de olhos”, todos receberemos um corpo glorificado e conseqüentemente a vida eterna neste momento. R.R. Soares, em seu livro Morte: Para onde iremos? mostra um estudo detalhado do que acontece após a morte aqui na Terra, de acordo com a Palavra de Deus.

Jesus foi o primeiro, entre todos, a receber esse corpo já glorificado, no momento de sua ressurreição. Agora seremos nós, no momento em que nos juntaremos a Ele para sempre. Aleluia!

“Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” - Romanos 8:29

Receberemos um corpo incorruptível, que não ficará mais cansado ou fadigado com os dias. É sobre esse corpo que Isaías comenta em Isaías 40:29-31:

“Dá força ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor. Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os moços certamente cairão; Mas os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” - Isaías 40:29-31

Quem sobe no Arrebatamento?

Salmos 24:3-4 retrata muito bem quais serão os que subirão para se encontrar com Cristo nas alturas:

“Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo? Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.” - Salmos 24:3-4

Em resumo, ser puro de coração é ser autêntico, ser fiel a Deus, amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a ti mesmo. Parece simples, mas é muito mais profundo do que se imagina. Muitos buscam a Deus somente para resolverem seus problemas pessoais, ou seja, não ficam no centro da vontade de Deus, mas querem que Deus esteja no centro de seus problemas para resolvê-los. Amar a Deus requere temor a Deus, respeito a Deus, reconhecimento de que Deus é quem nos controla.

Davi era homem segundo coração de Deus. Não era perfeito, mas tinha o coração alinhado com o coração de Deus. Davi pecou – matou, adulterou – mas verdadeiramente reconheceu seu erro e de maneira sincera pediu perdão ao Pai, que continuou o considerando como homem segundo Seu coração. É isso que Deus quer de nós – nossa sinceridade e autenticidade tanto com Ele como com o próximo. Isso é coração puro.

Sobre ser limpo de mãos: com nossas mãos fazemos tudo, toda e qualquer obra, seja boa ou má, seja autêntica ou falsa. A Bíblia diz que maldito aquele que faz a obra de Deus com negligência, com desleixo, com relaxo. Quantas ovelhas e líderes centram a Igreja em si mesmos, e não em Jesus Cristo? Quantos querem aparecer, crescer, se exibir, enquanto que João 3:30 diz que temos que diminuir e Jesus crescer? Tudo isso é distorção, contaminação que o inimigo lança sobre o Corpo de Cristo, provocando feridas. E mostrar as feridas nunca é bom. Mas a ferida tem que ser exposta para que o Corpo seja curado e restaurado.

Quantas vezes já escutamos que fazer negócio comercial com crentes é perigoso, pois nunca pagam! É muito triste saber que os crentes se encontram entre os mais inadimplentes no Brasil. Muitos se limitam a dizer: “Ah! É irmão... está tudo bem...” e fica por isso mesmo. É desleixo.

Muitos crentes, para a vida secular, para o interesse próprio, fazem o melhor. Quando é para Deus, qualquer coisa serve... está bom de qualquer jeito – relaxo, negligência. O crente precisa mudar de postura urgentemente, senão corre o risco de não subir no dia do Arrebatamento. Gênesis 17:1 diz:

“Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão, e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito.” - Gênesis 17:1

Ou seja, para seguir a Deus, não é de qualquer jeito, mas em obediência e santidade – isso é o que Deus quer de nós: “...anda em minha presença, e sê perfeito”.

 

Índice do Estudo do Fim dos Tempos